Sala de imprensa / Artigos Executivos

A informação é o novo petróleo!

Por Bruno Luiz Pacheco

2 de January de 2020

3min. de leitura

Compartilhar
A informação é o novo petróleo!

Experimentamos a era da velocidade das informações e o impacto deste movimento ao contexto organizacional é grande. Isso significa que hoje as empresas precisam pensar e agir de uma maneira muito mais integrativa para concretizar ações que se conectam ao propósito do negócio.

Essa nova realidade apresenta grandes oportunidades ao marketing. Mas é preciso compreender esse conceito da “rede de informação” para criar valor à marca, enxergando as nuances do mercado e da concorrência com estratégia e discernimento.

Nessa trajetória, o conteúdo é a mola propulsora para definir as ações. O foco precisa ser muito mais em “qual ação pode realmente agregar conteúdo ao propósito da marca” do que em “encontrar conteúdo para determinada ação que pode estar desconectada”. 

Esse é o movimento determinante para transitar no “Oceano Azul”, de W.Chan Kim e Renée Mauborgne, não só no quesito dos mercados inexplorados mas também quando é preciso “virar a chave”. Dessa forma, as iniciativas de marketing devem ser convergentes às estratégias do negócio e ajudarem a disseminar informações estratégicas em cadeia.

Por isso, ao gestor de marketing é fundamental uma visão 360º que irá catalisar tudo o que pode ser construído ao redor da marca. Isso significa que é preciso ir além ao definir o planejamento porque as iniciativas serão muito mais consistentes se estiverem conectadas com os objetivos presentes e futuros da empresa.

E esse cenário deve ser compreendido como um processo de formação e integração espacial, apoiado pelas técnicas digitais que devem prover o suporte para o fluxo de informação que será gerado. É dessa forma que a transformação digital pode fazer a diferença na construção e validação dos valores.

Na Vedacit, por exemplo, empresa líder no mercado de impermeabilização, o processo de transformação digital caminha totalmente alinhado à disseminação das informações, da criação de conteúdo relevante. O objetivo é compreender novos movimentos do mercado, trazer alternativas e soluções mais eficientes com inovação genuína, além de definir um novo jeito de se comunicar com os consumidores.

O mago do marketing moderno, Seth Godin, chama a atenção sobre a importância do marketing espalhar suas ideias e fazer com que elas sejam memoráveis, por meio da informação de qualidade. Godin enfatiza que “o marketing verdadeiramente poderoso tem como base a generosidade, a empatia e o trabalho emocional”.

Neste contexto, a informação precisa criar identificação direta com o público, construir confiança e ser permissiva no mercado. É como estabelecer um diálogo aberto, com narrativas que os consumidores já utilizam, é estar mais próximo do universo da marca e aceitar que esse universo pode ser também mutável, mas gerar conteúdo diplomático é atemporal e valioso.

 

*Bruno Luiz Pacheco é executivo de Marketing da Vedacit. Formado em Administração de Empresas pela Universidade Anhembi Morumbi, possui MBA em Marketing & Gestão Comercial pela Business School São Paulo. Com 15 anos de experiência na área de marketing em empresas nacionais e multinacionais de grande porte, nos segmentos químico e bens de consumo, sua especialidade é em gestão de inovação, planejamento estratégico de marketing e gerenciamento de portfólio. Na Vedacit, participa de projetos para implementação de novas estruturas e processos, como S&OP, GTM, Arquitetura da Cadeia Produtiva, Pipeline de Inovação e Branding.

 

VEJA ARTIGOS RELACIONADOS