Sala de imprensa / Artigos Executivos

A importância de um ambiente inclusivo para profissionais PCD

Por Elizabeth Rodrigues

28 de October de 2021

3min. de leitura

Compartilhar
A importância de um ambiente inclusivo para profissionais PCD

Criar e manter um ambiente corporativo inclusivo é um trabalho constante. A participação de todos os colaborares é fundamental para transformar a cultura da empresa e incorporar as práticas na rotina diária. A visibilidade do tema é mais do que necessária para reforçar a importância da acessibilidade e da inclusão da pessoa com deficiência (PCD). 

A inclusão no mercado de trabalho é um direito, independente do tipo de deficiência e do grau de comprometimento que sejam apresentados. No Brasil são mais de 45 milhões de pessoas que possuem algum tipo de deficiência, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), ou seja, 23,9% da população, e sabemos que a representatividade nas empresas ainda é baixa.  Segundo a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS – 2019) são aproximadamente 500.000 trabalhando formalmente.

Além de ampliar as oportunidades de vagas, as ações de acolhimento devem ser adotadas e incentivadas para a construção de um ambiente adequado a qualquer profissional. Treinamentos, ambientações e, principalmente, o incentivo a um diálogo aberto onde todos possam contribuir com sugestões para novas iniciativas e oportunidades de desenvolvimento devem ser promovidas pela companhia. Precisamos ser persistentes e diligentes, pois sabemos que as mudanças não acontecem da noite para o dia. Precisamos encontrar soluções ao invés de apontar os problemas que, muitas vezes, já carregam sua origem histórica. 

A promoção de ações positivas também deve ser constante. Reconhecer as diferenças, compreender o impacto dos vieses no dia a dia do mundo do trabalho, além de fomentar atitudes que podem neutralizá-los. Quantas vezes são ditas frases ou expressões de cunho preconceituoso sem reflexão sobre o seu real significado? 

O olhar do líder nesse processo é essencial, pois uma Liderança Inclusiva compartilha conhecimento e promove discussões com suas respectivas áreas. Transmitir segurança e pensar nos detalhes para que o colaborador se mantenha produtivo faz a diferença na entrega dos resultados.

Na Vedacit, temos avançado nessa jornada de Diversidade e Inclusão. Divididos por temáticas: gênero, idade/ gerações, raça, PCD (Pessoa com Deficiência) e LGBTQIA+, os grupos de afinidade lideram ações para dar visibilidade aos assuntos e promover uma mudança real na empresa. 

Em quase um ano da criação, fizemos mudanças relevantes que estão acelerando nossa jornada de inclusão. O processo de aceleração acontece desde a disponibilidade de novas vagas para contratação e continua com a conscientização dos colaboradores e o acompanhamento dos recém-chegados. 

Para ampliar as contratações de PCD, temos um banco de talentos na plataforma de recrutamento. Durante o processo seletivo, há um checklist inclusivo do início ao fim que orienta o recrutador nas atitudes e comportamentos, além de instrumentos para serem utilizados com as pessoas com deficiência auditiva e sensibilização com a equipe e os líderes do novo colaborador. 

Tem sido muito importante realizar treinamentos sobre Recrutamento e Seleção Inclusivos para o time de Gente e Gestão e líderes operacionais, incluindo o trabalho com linguagem, postura e comportamento. O objetivo é que o tema seja incorporado à cultura e que tenhamos um ambiente inclusivo em todos os processos e em todas as unidades. Sabemos que são muitos os desafios que esses profissionais ainda precisam enfrentar e as empresas têm um papel fundamental nessa evolução. Ao compartilhamos experiências positivas, esperamos contribuir com o debate, e ampliar a reflexão na sociedade.  Cabe, a cada um de nós, exercer seu papel de impacto positivo na cadeia onde estamos inseridos. 

 

Elizabeth Rodrigues é executiva de Gente e Gestão da Vedacit. Líder de Recursos Humanos há mais de 10 anos, possui vasta experiência em projetos de desenvolvimento organizacional, cultura e transformação. Elizabeth é graduada em Psicologia, com pós em Administração, MBA Executivo pela BSP (Business School São Paulo) e especialização pela FDC, com formação em Coaching e Gestão de Mudança. Desenvolveu carreira em multinacionais como DHL, Yazaki, CHR Hansen, entre outras. É apaixonada por transformação e gente, num constante processo de aprender, desaprender e reaprender.

VEJA ARTIGOS RELACIONADOS