Mundo Vedacit / Esportes

Entrevista - Guilherme Novaes, técnico do VVG e da Seleção Brasileira Sub-21

24 de January de 2022

Compartilhar
Entrevista - Guilherme Novaes, técnico do VVG e da Seleção Brasileira Sub-21

Transformar vidas por meio do esporte é um dos objetivos compartilhados entre a Vedacit e o Vedacit Vôlei Guarulhos. Ao incentivar a prática esportiva, o jovem aprende diversos valores fundamentais tanto dentro como fora de quadra, contribuindo para que construa um futuro com mais qualidade de vida.

O técnico do Vedacit Vôlei Guarulhos, Guilherme Novaes, é o novo técnico da Seleção Brasileira masculina Sub-21. Na entrevista a seguir, ele compartilha sua motivação e expectativas em expandir o trabalho com os jovens jogadores. Confira!

Por qual motivo você considera ter sido o escolhido para o cargo?

GUILHERME - Sou um profissional apaixonado pelo que faço. Sempre valorizei muito os processos e todos os desafios que tive em minha trajetória. O trabalho sério, com humildade e dedicação pode ter influenciado na escolha.

Quais são os pontos de destaque no seu trabalho com o Vedacit Vôlei Guarulhos?

GUILHERME - No Vedacit Vôlei Guarulhos trabalhamos com o coração. Considero que o comprometimento, determinação e humildade sejam grandes valores do NOSSO (sou apenas uma peça nesse time) trabalho.

Qual é o recado que você deixa para os jovens que têm o sonho de seguir uma carreira no esporte?

GUILHERME - Se você tem sonhos, lute com muita humildade, coragem e determinação. Se coloque o mais próximo possível dos lugares e das pessoas que podem transformar o seu sonho em realidade.

Algum momento marcante no seu início da sua carreira no esporte que você gostaria de compartilhar conosco?

GUILHERME – O momento mais marcante na minha carreira foi a primeira vitória na Superliga 20/21, contra Ribeirão Preto. A primeira vitória do Vedacit Vôlei Guarulhos e minha como técnico na maior competição do Brasil.

Quais profissionais dentro do vôlei te inspiraram para você chegar até o patamar atual?

GUILHERME - Tenho como principal referência na minha carreira o Nery Tambeiro, trabalhei durante 6 anos como seu assistente. Além de todos os aprendizados na parte técnica e tática, trago a importância de termos pontos de apoio bem definidos na equipe, muitas vezes são decisões simples de serem tomadas, mas é preciso ser especialista.

Nery Tambeiro, Javier Weber, Giovane Gavio, Pedro Uehara, Renan Dal Zotto, Bernardo Rezende e José Roberto Guimarães são minhas inspirações.

Ser técnico é...? (em uma frase)

GUILHERME - Ser técnico é ser um apaixonado pela modalidade, liderando e inspirando seu grupo de trabalho.

Quais características, além das técnicas, um jogador precisa ter para chegar num nível de seleção brasileira?

GUILHERME - Enxergo em paixão, comprometimento, dedicação, coragem, foco e resiliência como principais características necessárias para se tornar um grande atleta de voleibol.

VEJA ARTIGOS RELACIONADOS